Os "dragões" percorreram 93 715 metros, enquanto a Naval esteve ligeiramente abaixo, com 93 663.

Entre os futebolistas, o mais activo foi o extremo Silvestre Varela, com 9840 metros, seguido do reforço de inverno Ruben Micael, com 9262.

Na equipa da Figueira da Foz, os mais empreendedores neste capítulo foram Carlitos (9720 metros) e Godemeche (9518).

Em termos globais, o campeão nacional, que venceu o encontro por 3-0, foi muito superior, com muitos mais ataques, remates e maior posse de bola (58 por cento contra 42).

O FC Porto teve quase o dobro das acções ofensivas do seu adversário (54 ataques contra 28) e esteve perto do triplo de remates (21 contra oito).

Nas tentativas de alvejar a baliza de Peiser, guarda-redes da Naval, Falcão foi o jogador mais em foco e com números mais elevados, em cinco remates fez um golo, viu uma bola ser defendida, atirou duas para fora e uma foi interceptada.

O avançado internacional colombiano conseguiu nesta jornada aproximar-se da liderança dos melhores marcadores da Liga, passando a contabilizar 14 golos, menos dois do que o avançado paraguaio do Benfica, Oscar Cardozo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.