O FC Porto mostrou-se esta terça-feira surpreendido com a atitude do Standard de Liège, que ameaçou fazer queixa por o campeão português de futebol ainda não ter pago os valores acordado nas transferências do francês Mangala e do belga Defour.

«Estamos surpreendidos com a atitude do Standard de Liège, uma vez que a situação está em vias de ser solucionada», disse à agência Lusa uma fonte dos “dragões”.

Outra fonte próxima do processo contactada pela Lusa adiantou que o FC Porto ainda não terá recebido as verbas da transferência do colombiano Falcao e do português Ruben Micael para o Atlético de Madrid, podendo ser esse o motivo do atraso do pagamento aos belgas.

De acordo com uma nota publicada hoje no sítio oficial do clube belga, o FC Porto prometeu pagar os valores acordados “até ao final da semana que findou”, a 07 de outubro, quando os “dragões” falaram com o diretor geral do Standard, Pierre François.

«Apesar desta promessa de pagamento – já tardia – nenhum valor foi pago pelo FC Porto. O Standard de Liège vai iniciar imediatamente os procedimentos que se impõem junto das instâncias competentes», lê-se no comunicado.

A 26 de setembro, o Standard de Liége tinha denunciado, também em comunicado, o atraso do FC Porto nos pagamentos relacionados com as transferências de Defour e Mangala, confirmado, na altura, à Agência Lusa pelos campeões nacionais.

O médio belga Defour (6 milhões) e o central francês Mangala (6,5), ambos internacionais pelos seus países, custaram aos “dragões” 12,5 milhões de euros e transferiram-se oficialmente a 16 de agosto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.