Durante o programa Universo Porto, do Porto Canal, exibido esta terça-feira à noite, o diretor de comunicação do FC Porto condenou o Instituto Português do Desporto e Juventude em relação ao tema das claques do Benfica e à inércia do organismo na resolução da mesma, recorrendo a uma acusação contra o líder dos Super Dragões como comparação.

"O IPDJ acusou o Fernando Madureira de incentivo ao ódio e à violência, por causa do lamentável cântico alusivo à Chapecoense. O Fernando Madureira incorre de uma acusação que pode levar a dois anos de interdição dos estádios. Sobre esse caso não tenho muito a dizer. Quem assistiu a isso sabe não foi um cântico organizado pela claque. O que importa é estabelecer a comparação entre o que acontece quando há um excesso de um grupo de adeptos do FC Porto, não da claque. Aquilo não foi algo ensaiado, como atestam as imagens de vídeo. Há que fazer a comparação entre isso e o que acontece às claques ilegais do Benfica, que causam, inclusive, fatalidades, como aconteceu em abril", disse Francisco J. Marques, lembrando a morte do italiano Marco Ficini, a poucas horas do dérbi entre o Sporting e o Benfica.

"O IPDJ tem o problema do Estádio da Luz e não se dignou a prestar o menor esclarecimento. Há uma profusão de notícias sobre o claro e indesmentível apoio do Benfica às claques ilegais. No jogo da Supertaça, todo o país pôde ver elementos do Benfica a prestarem apoio à claque do Benfica. A Federação permitiu que a claque do Benfica entrasse mais cedo do estádio. Se não estão registados, não podem colocar tarjas. O IPDJ, a Federação... Continuamos a viver num regime de exceção, em que tudo é permitido à claque do Benfica, feita de elementos clandestinos. E depois temos o IPDJ a querer responsabilizar o Fernando Madureira por um cântico que não foi da autoria da claque", acrescentou o dirigente portista.

"Enquanto houver diferenças de tratamento, isto não é desporto. É nisso que continuamos a viver. O IPDJ tem o dever de prestar esclarecimentos públicos. As claques do Benfica só estão sob a alçada de uma entidade, a UEFA. Em Basileia, houve novamente problemas e a UEFA abriu um procedimento disciplinar", rematou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.