O futebolista Tarantini venceu o Prémio Ética no Desporto de 2018, galardão atribuído pela Secretaria de Estado da Juventude e Desporto e pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, anunciaram hoje os dois organismos, em comunicado.

Ricardo José Monteiro, mais conhecido com Tarantini, tem 35 anos e atua no Rio Ave há uma década, tendo desde 2016 criado um programa com o nome “A Minha Causa”, depois de ter “estudado, analisado e identificado falhas no modo como os profissionais de alta competição preparam o seu futuro”, após o fim das carreiras.

“Paralelamente à sua carreira como desportista, não deixou de sempre equacionar a educação como um forte pilar da sua vida. Para o efeito, concluiu as licenciaturas em Ciências do Desporto e Educação Física e Desporto Escolar, o mestrado na área do futebol, sendo atualmente doutorando na área das transições de carreira”, lê-se no comunicado.

Tarantini, que também já representou o Amarante, o Sporting da Covilhã, o Gondomar e o Portimonense, criou um projeto “que aposta na prevenção e na sensibilização de desportistas para a gestão das carreiras, alertando para a necessidade de se investir na formação académica e na criação de projetos paralelos, de forma a prepararem o futuro”.

“Tem vindo a passar a sua mensagem e testemunho através de várias palestras motivacionais, investigação, documentários, tendo sempre presente a dimensão positiva e valorativa do desporto”, refere o comunicado.

O Prémio Ética no Desporto tem como objetivo distinguir anualmente personalidades ou entidades de âmbito desportivo, que evidenciem “uma reiterada conduta e defesa de valores éticos, e da promoção de um desporto mais humano”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.