A equipa de futebol do Santa Clara, o seu capitão e o ex-treinador, bem como o ginasta Tomás Amaral, foram alguns dos vencedores da Gala do Desporto, promovida pela Câmara Municipal de Ponta Delgada.

A Gala do Desporto de Ponta Delgada de 2019, que se realizou esta quinta-feira à noite, distinguiu aqueles que, ao longo do ano de 2018, se destacaram em diversas categorias, naquilo que foi considerado pelo presidente da Câmara Municipal, José Manuel Bolieiro, como um “ato de justiça”.

O Santa Clara Açores Futebol SAD, que, em 2018, voltou a jogar na primeira divisão do campeonato português de futebol, depois de 15 anos afastado, foi distinguido na categoria de "Equipa do Ano", bem como o treinador que conduziu a equipa à I Liga, Carlos Pinto, que venceu o galardão de "Treinador do Ano".

Os ‘encarnados’ de São Miguel viram ainda o seu capitão, Pedro Pacheco, levar para casa a distinção de "Atleta Masculino do Ano de 2018".

O prémio de melhor "Atleta Feminino de 2018" foi entregue a Alexandra Gouveia, campeã nacional de hipismo desde 2015, exceto em 2017, ano em que ficou em 2.º lugar.

Tomás Amaral, o jovem de 12 anos que foi o primeiro português a sagrar-se campeão mundial de ginástica aeróbica, depois de ter ganho o ouro na categoria Individual Masculino, no escalão juvenil, e de ter conquistado ainda o bronze, na categoria Par Misto com Leonor Januário, foi eleito Jovem Promessa.

A organização do Campeonato Europeu de Patinagem Artística, que aconteceu no concelho da Lagoa, em São Miguel, e que foi considerado pela World Skate Europe como o melhor de sempre, rendeu a José Raimundo o galardão de “Dirigente do Ano 2018”.

Na categoria de “Clube/Associação do Ano 2018”, foi distinguido o Clube União Micaelense, representado pelo seu presidente, Manuel Arruda, pela aposta na aproximação à diáspora, com a realização do torneio internacional de futebol de sub 11, em que participam clubes dos EUA, Canadá e Bermuda, mas também das ilhas da Madeira, Canárias e Cabo Verde.

O “Atleta de Desporto Adaptado do Ano 2018” foi Pedro Alexis Medeiros, campeão nacional do lançamento do dardo de 600 gramas e vice-campeão nacional de 800 e 1500 metros marcha.

O prémio carreira foi entregue ao massagista Carlos Barbosa e foram ainda distinguidos, pela primeira vez, com o “Prémio Mérito Desportivo”, 12 personalidades que se dedicam ao desporto, nas mais diversas funções, há mais de 30 anos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.