O médio do Benfica Gedson Fernandes não estava à espera de ser convocado para a seleção principal de futebol de Portugal para os jogos com Croácia e Itália e, quando soube, ficou incrédulo.

“Recebi a notícia no Seixal, tinha acabado o treino, estava num café com a minha mãe e uma amiga, quando saí e disse que já voltava. Ao regressar deram-me os parabéns por ter sido chamado à seleção principal e perguntei a mim próprio ‘será que isto está mesmo a acontecer’. Não estava nada à espera e fiquei muito contente”, disse Gedson Fernandes em declarações à Benfica TV, ‘dividindo os louros’ com o clube.

Para o jovem médio ‘encarnado’, a sua chamada à seleção principal significa que o Benfica “está a trabalhar muito bem a nível da formação”.

Aliás, hoje foi um dia de emoções fortes para Gedson, que renovou contrato com o Benfica até junho de 2023: “Foi um sentimento único, inexplicável, que significa muito para mim, que fui aqui formado e onde aprendi tudo o que sei. Fiquei sem palavras.”

Outro momento emocionante foi a sua estreia a marcar pelo Benfica, na Turquia, frente ao Fenerbahçe, mas Gedson nem sequer esperava a sua afirmação tão rápida na equipa principal.

“Não esperava, de todo, mas a confiança que toda a estrutura em mim depositou facilitou muito. Os colegas tratam-me muito bem, gosto deles e de trabalhar com eles. A equipa está bem, tem feito bons resultados, está a crescer e tem muitos objetivos para conquistar esta época”, disse Gedson Fernandes, que não poupa também elogios a Rui Vitória.

Segundo ele, o técnico 'encarnado' tem-no incentivado “a trabalhar bem e a ser um grande profissional” e transmitido “total confiança e dicas durante os treinos e os jogos” para se tornar melhor jogador, além de o ajudar “nos problemas a nível de cultura tática” que sente, tendo em conta que para si “é tudo novo, tudo diferente”, mas promete “habituar-se rapidamente”.

Gedson recordou ainda a sua estreia pela equipa principal no estádio da Luz, “um sonho tornado realidade, uma coisa surreal”, para quem tinha pisado aquele relvado “apenas por três vezes para receber as faixas de campeão nos escalões de formação”.

A jovem revelação 'encarnada' não esqueceu, também, o apoio que Luís Filipe Vieira [presidente do Benfica] lhe tem dado: “Tem sido uma pessoa muito simpática para mim, sempre positiva, que sempre me incentivou. Disse-me várias vezes ‘sei que vais chegar lá, confio em ti, se trabalhares bem vou ajudar-te a atingires os teus objetivos.”

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.