Godinho Lopes reiterou que serão aplicados «100 milhões de euros, 60 milhões para a reestruturação do clube e 40 para a área do futebol, dos quais 30 para investir em aquisições e 10 para reestruturar».

«O dinheiro é o mesmo, os 100 milhões existem e a sua aplicabilidade é feita em cada momento. Agora, isso não significa que façamos loucuras. As decisões são nossas e não há nenhuma pressão externa para comprar algum jogador. Ficarão satisfeitos com o plantel do Sporting de certeza», frisou, assegurando que as aquisições ficam apenas a dever-se a «critérios meramente desportivos».

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.