Godinho Lopes, ex-presidente do Sporting emitiu um comunicado, onde garantiu que não fez qualquer declaração contra ao Sporting na audiência no TAS.

O antigo dirigente dos leões foi intimado a depor a propósito do diferendo que opõe o emblema de Alvalade à Doyen.

Comunicado

"Acima de tudo os valores do Sporting

Não há muito a dizer sobre a minha intervenção, esta tarde, no TAS.

Primeiro porque me sinto obrigado à estrita confidencialidade imposta pelo tribunal em causa. Depois porque as minhas declarações apenas tiveram por função responder às perguntas dos árbitros, do Sporting Clube de Portugal e da Doyen; e justificar as decisões que tomei ao abrigo do contrato que assinei enquanto presidente do Sporting Clube de Portugal.

Porque seria incapaz de o fazer, no passado, no presente ou no futuro, nada declarei contra o Clube do meu coração.

Acima de tudo lamento as injustas acusações de que tenho sido alvo. Acusações que, ainda assim, jamais irão abalar as minhas convicções pessoais e o meu amor pelo Sporting Clube de Portugal."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.