Em declarações ao SAPO Desporto, Dias Ferreira acusou Godinho Lopes de não saber explicar em que momento a candidatura rompe com o passado do Sporting.

«Por muito que queira descolar, não descola como deve ser e não mostra onde está a ruptura», disse o advogado.

Para o candidato da Lista D, Godinho Lopes erra no momento em que tenta «isolar os quatro anos em que lá esteve», por forma a mostrar o corte e a distância para as direcções anteriores.

«Tem de dizer por que é que os outros estiveram mal…. Tem de dizer o que fez nos quatro anos que lá esteve e o que foi feito mal anteriormente. De um período que é de continuidade, procura isolar quatro anos, que são os quatro anos dele», frisou.

As eleições à presidência do Sporting realizam dia 26 de Março, no estádio de Alvalade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.