Dias Ferreira, ex-presidente da mesa da Assembleia Geral do Sporting, considera que Godinho Lopes não poderá ser destituído da função de presidente do Sporting com apenas uma AG.

«Esta AG servirá para discutir se existe ou não justa causa para a destituição dos órgãos sociais e, depois, no final, terá de ser convocada uma nova AG para ser votada a destituição», afirmou Dias Ferreira, citado pelo diário Record.

No entanto, o advogado de 65 anos reconhece que esta é a sua interpretação dos estatutos do clube de Alvalade e que por isso poderá haver outras interpretações.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.