Godinho Lopes já reagiu a sua expulsão de sócio do Sporting. Os "leões" estiveram reunidos em Assembleia geral onde determinaram a expulsão do antigo presidente do clube por gestão danosa. A SAD leonina pondera mesmo avançar para os tribunais.

Em entrevista à TVI, Godinho Lopes negou todas as acusações de que foi alvo. Recorde-se que equipa liderada por Bruno de Carvalho criticado a construção da Academia do clube em Alcochete e ainda os custos do novo estádio de Alvalade.

"Foi ridícula e demagógica a forma como este processo foi conduzido. Por exemplo, posso garantir que o novo estádio, inicialmente orçado em 160 milhões de euros, quedou-se pelos 100 milhões. O problema do Sporting não está nem nunca esteve na área imobiliária e dou mais um exemplo: a construção da Academia, inicialmente orçamentada em 5 milhões de euros acabou por custar aos cofres do Sporting 18 milhões, pela simples razão de a superfície em causa ter passado dos 4 mil metros quadrados para os 17 mil", justificou Godinho Lopes.

O antigo presidente do Sporting diz a atual administração do clube está tentar colocar em causa o seu nome e a sua dignidade, pelo que irá processar Bruno de Carvalho.

"É inacreditável a forma como se coloca em causa a honra e dignidade de uma pessoa. Por isso, vou avançar com uma ação em tribunal contra Bruno de Carvalho. E o Conselho Fiscal e Disciplinar do Sporting também vai ter de ir à barra do tribunal", atirou.

Godinho Lopes foi expulso de sócio do Sporting na sequência da Assembleia Geral ordinária realizado este domingo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.