O FC Porto goleou, este domingo, o Paços de Ferreira por 5-0, em jogo da 19.ª jornada do campeonato português, disputado no Estádio do Dragão. Os golos foram apontados por Jackson Martínez (29’), Ricardo Quaresma (40’ e 44’), Herrera (47’) e Tello (83’).

Para este encontro, e face ao jogo anterior para a Taça da Liga contra a Académica, Julen Lopetegui fez regressar os habituais titulares, com destaque para a titularidade de Ricardo Quaresma no ataque dos azuis e brancos. Fabiano regressou à baliza, relegando Helton para o banco de suplentes.

A primeira parte no Estádio do Dragão teve apenas um sentido. O sentido em direção à baliza de Defendi. O FC Porto dominou o encontro desde o primeiro minutos e, por isso, a goleada ajustou-se.

Aos 29 minutos de jogo, e depois de muitas ameaças, Jackson Martínez não perdoou. Alex Sandro cruzou largo, Defendi saiu em falso e o avançado colombiano do FC Porto inaugurou o marcador de uma forma muito simples.

O internacional colombiano marcou o seu 15.º golo esta temporada no campeonato e continua na frente na lista de melhores marcadores.

Pouco depois de ter feito o primeiro golo, Jackson Martínez foi derrubado na grande área por Hélder Lopes e o árbitro Marco Ferreira assinalou castigo máximo contra a formação visitante. Na conversão, Quaresma não falhou, fazendo o 2-0.

Ainda antes do intervalo, Ricardo Quaresma marcou um golaço, bem ao seu estilo, de trivela, fora da área, aumentando a vantagem para 3-0. Um grande golo do internacional português.

A segunda parte mal tinha começado quando Hector Herrera apontou o quarto golo para o FC Porto. O médio mexicano só teve de encostar a bola, após passe de Jackson. A defesa do Paços de Ferreira continuava a facilitar.

O treinador Julen Lopetegui fez três substituições, tirando de campo Casemiro, Ricardo Quaresma e Herrera, colocando Rúben Neves, Quintero e Evandro. Quaresma foi muito aplaudido pelo público no Estádio do Dragão.

Romeu, do Paços de Ferreira, viu o segundo cartão amarelo e foi expulso, reduzindo a equipa pacense a dez jogadores. Recorde-se que Paulo Fonseca está suspenso e não se sentou no banco para orientar a sua equipa, cabendo ao adjunto essas funções.

Na sequência da falta de Romeu, quando faltavam poucos minutos para terminar a partida, o FC Porto marcou o seu quinto golo. Num livre direto, o espanhol Cristian Tello rematou forte, certeiro para o fundo da baliza de Defendi, sem hipóteses de defesa.

Com este triunfo, o FC Porto ultrapassou o Sporting (venceu em Arouca) na classificação e fica novamente a seis pontos do primeiro lugar, ocupado pelo Benfica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.