O treinador do Estoril-Praia, Pedro Gómez Carmona, reconheceu esta quarta-feira precisar de "tempo" e "paciência" para poder apresentar a melhor versão da equipa ‘estorilista’, que visita o Desportivo de Chaves na 15ª jornada da I Liga de futebol.

Na conferência de imprensa de antevisão da partida com os flavienses, o técnico espanhol assegurou que será possível mostrar já mais algumas das suas ideias, apesar de ter sido apresentado há menos de uma semana.

"Creio que os jogadores já vão mostrar mais em campo. Logicamente, precisamos de tempo, porque há muitos conceitos. Não posso ensiná-los a dividir ao segundo dia, se não aprenderam a somar, subtrair ou multiplicar. Isso leva tempo. É preciso alguma paciência até vermos o melhor Estoril", declarou.

Depois da derrota (0-1) na estreia frente ao Benfica, na ronda anterior, Pedro Gómez Carmona manifestou a vontade de ver a equipa "fazer melhor as coisas que não fez bem com o Benfica" e "incorporar os novos conceitos" trabalhados nos últimos dias.

Em relação ao embate com o Chaves, o técnico espanhol, de 34 anos, evidenciou a qualidade do adversário, que ocupa a oitava posição no campeonato. "O Chaves é uma das equipas mais bem trabalhadas em Portugal. Não é uma casualidade a sua classificação, porque estão bem preparados a nível defensivo e ofensivo. Temos de dar tudo", frisou.

O 13.º posto do Estoril e os quatro pontos acima da ‘linha de água’ foram também analisados por Pedro Gómez Carmona, que assumiu a pressão sobre a sua formação e a importância de vencer.

"O Estoril está mais pressionado para ganhar. O Chaves está mais acima na I Liga e temos de vencer se queremos subir. Estes são os jogos mais importantes. Temos de obter um bom resultado, não somente jogar bem. Não me conforma jogar bem, isto é futebol e há que ganhar", frisou.

Confrontado com a mudança de treinador no Chaves, face à saída de Jorge Simão e a anunciada estreia de Ricardo Soares no banco dos flavienses, o técnico ‘estorilista’ garantiu não esperar muitas alterações: "Quando as coisas estão bem, há que manter. Por que é que vão mudar? Eu não mudaria muito. Não espero grandes mudanças no Chaves".

O Estoril e o Chaves jogam a partir das 21h00, no Estádio Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira, num desafio da 15.ª jornada da I Liga que será arbitrado por Jorge Sousa (Associação de Futebol do Porto).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.