Com esta vitória, a equipa vimaranense ultrapassa na tabela classificativa os madeirenses Marítimo e Nacional e ascende à sexta posição com os mesmos pontos (27) que o quinto classificado, a União de Leiria, e pressionando o Sporting, quarto (28), que hoje joga em Olhão.

Se o Vitória de Guimarães pôs fim a uma série de quatro jogos sem vencer, a equipa de Matosinhos somou precisamente o quarto jogo sem triunfos, não dando seguimento à estreia auspiciosa do treinador espanhol Fernando Castro Santos (empate caseiro ante o FC Porto) e continuando no fundo da tabela (penúltimo classificado).

Os golos de Valdomiro (35) e Rui Miguel (87) deram corpo à superioridade da equipa de Paulo Sérgio, que venceu justamente, embora sem grande brilhantismo.

O Leixões até começou melhor, pertencendo-lhe os primeiros lances de algum perigo: Pouga cabeceou às malhas laterais (9) após cruzamento de Zé Manel e Hugo Morais rematou por cima (33) após nova assistência do extremo.

O Vitória de Guimarães chegava à área adversária apenas através de lances de bola parada e seria na sequência de mais um que chegaria ao primeiro golo, aos 35 minutos.

Desmarets cobrou um livre em jeito de canto mais curto da esquerda e Valdomiro, fulgurante, "fuzilou" de cabeça a baliza defendida por Diego.

Três minutos depois, o Vitória por muito pouco não aumentou o marcador: Desmarets cruzou atrasado da direita para Andrezinho, mas o remate do defesa esquerdo do Vitória ainda embateu em Nuno Silva e depois no poste perante um guardião leixonense completamente batido.

No reatamento, o recém entrado Jean Sony rematou forte à figura de Nilson (47), mas o Vitória respondeu logo a seguir (49), com uma boa jogada de entendimento entre Nuno Assis e Rui Miguel com este último a rematar com muito perigo, um pouco ao lado.

Aos 54 minutos, nova grande oportunidade para o Vitória marcar o segundo: Diego, mostrando bons reflexos, impediu que um corte defeituoso de Joel entrasse na baliza, mas a bola sobrou para Andrezinho que, completamente sozinho, atirou ao lado.

Castro Santos abriu a frente de ataque e o Leixões lançou-se na busca do empate, mas raramente com lucidez e sem criar reais situações de golo.

O Vitória de Guimarães não jogava bem, mas depois de um bom remate de Desmarets (83) a obrigar o guarda-redes do Leixões a defesa atenta, aumentaria mesmo o marcador aos 87 minutos, por Rui Miguel, que concluiu facilmente um excelente trabalho de Nuno Assis, pela direita.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.