O guarda-redes do FC Porto recordou esta quinta-feira a ovação que recebeu no Estádio de Alvalde há dois anos quando saiu de maca devido a uma grave lesão que o afastou dos relvados vários meses.

Em entrevista ao portal Globoesporto, Helton falou das dificuldades que teve para recuperar de uma grave lesão no tendão de Aquiles e da emoção que sentiu ao sair de Alvalade debaixo de aplausos.

"Isso emociona-me ainda hoje. Serei eternamente grato com essas pessoas que reconheceram o profissional e o ser humano. Sou eternamente grato a todos eles e a todos os que me apoiaram. Mandaram emails e milhares de mensagens. E através dessas mensagens lutei ainda mais para voltar. Tive o apoio da minha família e dos amigos. Todos me disseram que não podia terminar minha carreira numa maca", afirmou Helton.

"Ainda é cedo para apostar em alguma coisa, mas não podemos deixar de ter foco. Primeiro temos que fazer o nosso e trabalhar o máximo para conquistar os pontos", acrescentou Helton sobre as perspectivas para esta época.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.