“Foi um belo prémio para uma equipa que soube sofrer bastante. Houve momentos em que fomos felizes, mas soubemos procurar a sorte”, revelou João Carlos Pereira.

No flash-interview da RTP, o treinador do Belenenses elogiou os seus jogadores por terem conseguido o “objectivo mínimo” para a deslocação à Invicta. “Já sabíamos que a vitória não seria fácil, mas continuamos a somar pontos”, vincou.

“Esta equipa tem potencial. Sentimos que vamos fazer um campeonato muito bom”, reiterou João Carlos Pereira, depois de alguns dias em que o futuro do treinador, de 44 anos, nos azuis começou a ser colocado em causa, devido à ausência de bons resultados.

Por outro lado, o técnico dos azuis do Restelo mostrou-se perplexo com a expulsão já perto do final do encontro. O incidente ocorreu depois de uma falta no meio-campo dos azuis, em que Olegário Benquerença não hesitou em dar ordem de expulsão. “Apenas gritei o nome do árbitro e atirei uma garrafa quando cheguei ao banco. Estou curioso para ver o relatório, pois nunca fui expulso assim”, sublinhou João Carlos Pereira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.