As contas e as posições finais da I Liga 2020/21 portuguesa ficaram mais claras com o fecho da 33.ª e penúltima jornada. O Sporting já tinha garantido o título e, agora, foi a vez de o FC Porto confirmar o 2.º lugar, relegando em definitivo o Benfica para o 3.º posto.

A 34.ª jornada ficará marcada pela consagração do Sporting como campeão nacional, poucos dias depois de ter averbado a primeira derrota no campeonato, diante do rival Benfica.

Os ‘leões’ recebem o Marítimo, em Alvalade, numa partida em que o sportinguista Pedro Gonçalves vai tentar desempatar o duelo com o benfiquista Haris Seferovic pelo ‘cetro’ de melhor marcador, partindo ambos com 20 golos para a derradeira ronda, embora com vantagem para o suíço, pelo menor tempo de jogo acumulado.

O 4.º lugar e o 5.º também já estavam definidos, respetivamente ocupados por SC Braga, que rumar à Liga Europa, e Paços de Ferreira, que jogará a novíssima Europa Conference League da UEFA. Mas é logo a seguir que surge a primeira dúvida.

Derradeira vaga europeia em aberto

O 6.º lugar, que garante a outra vaga nessa nova competição europeia, ainda está por definir. Para já é ocupado pelo V. Guimarães, que empatou 0-0 no terreno do Marítimo no fecho da 33.ª ronda.

Os vimaranenses somam, contudo, tantos pontos (43) como o 7.º da tabela, o Santa Clara. Na derradeira jornada, o conjunto de Guimarães recebe o Benfica, enquanto o emblema açoriano recebe o Farense, equipa envolvida na luta pela permanência. Quem somar mais pontos garante o 6.º lugar, mas caso ambas vençam ou empatem,  esse posto - e a consequente derradeira vaga europeia - será do V. Guimarães, que tem vantagem no confronto direto com o Santa Clara.

Porém, em caso de derrota de ambos há ainda outras equipas que podem sonhar. Belenenses SAD (que visita o FC Porto), Famalicão e Moreirense (que jogam entre si) somam, todos eles, 40 pontos e, se vencerem os respetivos jogos atingirão os mesmos 43 pontos de V. Guimarães e Santa Clara. Nesse caso, as contas do 6.º lugar terão, depois, de ser feitas com os resultados no confronto direto entre as três ou quatro equipas que terminem igualadas com essa pontuação.

Um pouco mais abaixo surgem Gil Vicente, Tondela e Marítimo, que já não podem chegar à Europa, mas que também já estão a salvo de uma eventual descida de escalão.

Nacional já despromovido, mas há ainda muito em jogo na luta pela permanência

Quem não pode dizer o mesmo são as equipas que se seguem. Se o último classificado, Nacional, já está matematicamente condenado à descida ao segundo escalão, entre o 17.º classificado, Farense, e o 14.º, Portimonense, tudo pode ainda acontecer.

O conjunto de Portimão soma 34 pontos e na derradeira jornada recebe o SC Braga. Com um empate garante a manutenção sem depender de terceiros, mas uma derrota conjugada vitórias dos adversários diretos nesta luta pela permanência pode acabar até com a equipa de Paulo Sérgio em posição de descida direta.

A seguir ao Portimonense, no 15.º posto, primeiro acima de qualquer percalço, está o Boavista, com 33 pontos. Os axadrezados vistam o Gil Vicente na derradeira ronda e um triunfo garante a manutenção, mas um empate pode não chegar.

No 16.º lugar - que esta temporada implica a disputa de um play-off com o 3.º classificado da II Liga por uma vaga no escalão principal em 2021/22 - está o Rio Ave, com 31 pontos. A turma de Vila do Conde começou a época a dar luta ao AC Milan por uma vaga na fase de grupos da Liga Europa, mas termina a temporada em grande sofrimento. Não vence há 11 jogos e na derradeira jornada visita o Nacional, último da tabela. Uma vitória pode não garantir necessariamente a permanência direta, mas garante pelo menos esse 16.º lugar. Um empate ou uma derrota poderão significar a descida direta.

Em posição de descida direta, no 17.º posto, encontra-se o Farense. O conjunto algarvio vai visitar o Santa Clara na última jornada e uma vitória poderá não ser suficiente para evitar essa despromoção, mas poderá, dependendo dos resultados dos adversários diretos nesta luta, valer até a permanência automática, sem necessidade de play-off.

Os nove jogos da 34.ª e última jornada da I Liga, que se realizam na quarta-feira, estão provisoriamente agendados para as 16:00 (hora em Lisboa), embora ainda sujeitos a alterações nos horários por parte da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

Programa da 34.ª jornada:

- Quarta-feira, 19 maio:

Moreirense - Famalicão

Tondela - Paços de Ferreira

FC Porto - Belenenses SAD

Vitória de Guimarães - Benfica

Gil Vicente - Boavista

Portimonense - Sporting de Braga

Sporting - Marítimo

Santa Clara - Farense

Nacional - Rio Ave

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.