O 'Daily Mail' revelou na noite desta quarta-feira a razão que terá levado o Manchester United a não avançar para a contratação de Bruno Fernandes no mercado de transferências deste verão.

O capitão leonino foi seguido durante vários meses pelos observadores dos red devils, mas os responsáveis ingleses emitiram vários relatórios nos quais era desaconselhada a contratação do capitão leonino.

De acordo com o referido jornal, os observadores entenderam que Bruno Fernandes "perde a bola demasiadas vezes" e que o seu estilo de jogo não encaixa naquilo que Ole Gunnar Solskjaer pretendia para os red devils.

O treinador norueguês privilegia jogadores de confiança no que à posse de bola diz respeito, e o departamento de 'scout' dos ingleses entendeu que o médio do Sporting não garantia essa característica.

A publicação lembra ainda que apesar de Bruno Fernandes jogar numa posição mais avançada, junto ao ponta de lança, o capitão dos leões registou média de passes completos ao longo da última época na ordem dos 75,1 por cento, uma percentagem considerada baixa em comparação os dados de Paulo Pogba (82,8%) ou Kevin De Bruyne (também na casa dos 82%).

Ainda assim, refere o 'Daily Mail', Ole Gunnar Solskajer fez saber à direção do United que ficaria muito satisfeito se o clube conseguisse contratar o capitão do Sporting. No entanto, o negócio acabou por não se concretizar.

A mesma fonte garante que o Manchester United irá em janeiro procurar um reforço do meio campo, mas que Bruno Fernandes não deverá ser a solução.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.