"O resultado foi feliz? Depende da interpretação, porque podíamos ter marcado mesmo a acabar [remate de Mcihel à barra], mas reconheço que também tivemos felicidade porque o Braga também podia ter marcado", afirmou Augusto Inácio.

O técnico da equipa da Figueira da Foz considerou "natural a supremacia do Braga" e lembrou as alterações na defesa que foi obrigado a fazer.

"Viemos com a estratégia de surpreender no contra-ataque, mas não conseguimos, mas em termos defensivos fizemos um jogo bom, de grande coesão e espírito colectivo", disse.

Do lado da equipa da casa, o director de comunicação do Sporting de Braga informou que, "em função do castigo aplicado pela Liga", nem o treinador nem outro elemento da equipa técnica estariam na conferência de imprensa. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.