O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Correia, condenou este domingo o comportamento dos adeptos que sábado, nas bancadas do Estádio António Coimbra da Mota, durante o Estoril-FC Porto, insultaram e cuspiram um pai com uma menina ao colo.

"Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto agirá contra o comportamento dos adeptos em causa. Continuaremos a lutar implacavelmente", garantiu numa publicação no Twitter.

"Esta criança e o pai foram vítimas de intolerância inaceitável por parte de um grupo de adeptos da equipa adversária. Este tipo de incidentes não podem ter lugar nos nossos estádios. Como também não podemos aceitar as tentativas de normalização da intolerância no desporto. A Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto agirá contra o comportamento dos adeptos em causa. Continuaremos a lutar implacavelmente", acrescentou.

Vídeo: adeptos do Estoril expulsam pai e filha com camisola do FC Porto das bancadas na Amoreira
Vídeo: adeptos do Estoril expulsam pai e filha com camisola do FC Porto das bancadas na Amoreira
Ver artigo

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Correia, condenou este domingo o comportamento dos adeptos que sábado, nas bancadas do Estádio António Coimbra da Mota, durante o Estoril-FC Porto, insultaram e cuspiram um pai com uma menina ao colo.

"Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto agirá contra o comportamento dos adeptos em causa. Continuaremos a lutar implacavelmente", garantiu numa publicação no Twitter.

"Esta criança e o pai foram vítimas de intolerância inaceitável por parte de um grupo de adeptos da equipa adversária. Este tipo de incidentes não podem ter lugar nos nossos estádios. Como também não podemos aceitar as tentativas de normalização da intolerância no desporto. A Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto agirá contra o comportamento dos adeptos em causa. Continuaremos a lutar implacavelmente", acrescentou.

A situação, recorde-se, ocorreu no momento do segundo golo anulado ao FC Porto, ao minuto 36 da primeira parte, quando na bancada principal do estádio, elementos da claque do Estoril começaram a contestar a presença de adeptos com adereços portistas que festejavam o golo (eventualmente anulado) naquela zona do estádio.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.