Os adeptos portistas quase deitavam o estádio abaixo na ovação a João Moutinho, o jogador mais aplaudido quando o speaker anunciou o onze, no jogo de apresentação do FC Porto aos adeptos, que num dia quente e cheio de sol, encheram as bancadas.

Ainda com muitas ausências (os mundialistas Beto, Bruno Alves, Rolando, Raul Meireles, Fucile e Alvaro Pereira), o onze foi apenas apresentado pelo speaker, sem entrada individual dos jogadores. Também do lado do Ajax, algumas ausências de peso: Stekelenburg, Van der Wiel, Luís Suarez e Lodeiro.

Por isso, André Villas Boas apostou num 4x3x3, com Helton na baliza, Sapunaru, Maicon, Sereno e Emidio Rafael no quarteto defensivo, Tomás Costa a trinco, Belluschi e Moutinho e na frente Hulk, Falcao e James Rodriguez, que envergaram o equipamento alternativo, com camisola amarela, calções e meias azuis-escuros.

Os muitos adeptos que se deslocaram ao Dragão puderam fazer a festa ainda na primeira parte. Aos seis minutos, Hulk, após falha do guardião do Ajax, ganhou a bola na linha de fundo e num cruzamento soberbo serviu o novo reforço, James Rodriguez, que esteve nos interesses do Benfica, e que assim fez o único golo destes primeiros 45 minutos.

Helton, por outro lado, foi um mero espectador. Apenas aos 20’ foi obrigado a intervir, quando Sereno matou a bola no peito dentro da grande área e o guarda-redes brasileiro teve de se esmerar, afastando o perigo.

Mas dez minutos depois, uma falha do FC Porto à entrada da área, permitiu a Christian Eriksen ficar com a bola. O nº10 da equipa holandesa optou pelo remate de longe, que saiu por cima da baliza de Helton.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.