A transferência de Javi Garcia para o Manchester City revelou-se decisiva para as contas do Benfica, que registou um lucro de 750 mil euros na transação de futebolistas durante o mercado de verão.

O lucro apresentado pelo clube da Luz, após o fecho da janela de transferências, resulta da diferença entre os 27 ME encaixados em vendas e os 26,25 ME gastos na aquisição de novos atletas.

No espaço de um ano, o Benfica viu reduzir o lucro em 6,8 ME, já que em 2011/12 havia registado um saldo positivo ligeiramente superior a 7,5 ME.

Por outro lado, a formação da Luz investiu menos 1,5 ME que no ano passado, mas também recebeu menos 8,3 ME em vendas. No entanto, os "encarnados" acabaram por ser o clube que mais gastou e mais recebeu entre os 16 emblemas da I Liga.

A mudança de Javi Garcia para Inglaterra acabou por ser decisiva para este resultado positivo, ao injetar 16 ME nos "cofres" benfiquistas. O médio espanhol custou 20 ME ao campeão inglês, mas os "encarnados" tiveram de pagar quatro milhões ao Benfica Stars Fund, que, em 2009, tinha adquirido 20 por cento do passe.

Além da soma por Javi Garcia, as "águias" obtiveram mais 11,5 ME nas cedências, temporárias ou definitivas, de 12 jogadores, entre os quais se destacam o dinamarquês Daniel Wass, por quem o Evian pagou 2,5 ME, e o ganês Yartey, transferido para o Sochaux por dois milhões.

Já os empréstimos de Roderick Miranda (Deportivo), Nelson Oliveira (Deportivo), Airton (Falamengo), Franco Jara (San Lorenzo), Felipe Menezes (Sport Recife) e Rodrigo Mora (River Plate) geraram um encaixe superior a 2,1 ME.

Quanto a entradas, foram seis os jogadores que obrigaram o Benfica a abrir os "cordões à bolsa", com particular destaque para os extremos Salvio (ex-Atlético de Madrid) e Ola John (ex-Twente), adquiridos no início da época por 11 e nove milhões, respetivamente.

De resto, o internacional argentino tornou-se na mais cara contratação da história do clube, num total de 13,5 ME, já que, em 2010, o Benfica havia adquirido 20 por cento do passe por 2,5 ME, aquando do empréstimo pelos "colchoneros".

Ainda no que às entradas diz respeito, o último dia do mercado trouxe novidades para o conjunto "encarnado", que resgatou o avançado brasileiro Lima ao Sporting de Braga, por quatro milhões de euros, mais a cedência definitiva de Michel, que há poucos meses tinha sido contratado ao Paços de Ferreira por cerca de 1,5 ME.

Luisinho, Hugo Vieira, entretanto emprestado ao Sporting de Gijón, e Paulo Lopes foram os outros atletas que chegaram ao plantel do Benfica este ano.

Veja todas as transferências.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.