Declarações de Jesualdo Ferreira, treinador do Boavista, à Sport TV, após a derrota diante do Sporting (0-2), no Estádio do Bessa, da 15.ª jornada da I Liga.

"Os problemas que nós tivemos durante a semana, em virtude do último jogo, levou-nos a adaptar três jogadores na equipa. O nosso pensamento foi tentar enquadrar aquilo que tem sido o jogo do Sporting com o nosso estilo de jogo e aquela alteração ao intervalo teria que a fazer, independentemente de qual fosse o resultado nessa altura. O mais importante era preparar estes jogadores para os 20 jogos que ainda faltam no campeonato, o campeonato não acabava nem acabou hoje. O Sporting fez um golo por 10 centímetros, curiosamente o juiz de linha deu fora de jogo e o VAR confirmou, o que uma vez mais volta a confirmar que nós não estamos muito bem nestas variações que leva muitas vezes a que as pessoas reajam de forma emotiva e eu reagi de imediato a essa situação."

"Na segunda parte, o Boavista com uma defesa com um miúdo que nunca tinha jogado e com o Rami que fez o primeiro jogo depois de tanto tempo parado, deu uma resposta melhor e obrigou o Sporting a mexer muito no seu meio-campo. Fizemos o que tínhamos a fazer. Primeiro não expor os jogadores novos numa zona do campo. O primeiro golo custou-nos porque não gostamos de sofrer daquela maneira, depois de todas as dúvidas que houve. Mas depois na segunda parte sofremos outra vez, com o nosso lateral direito a fazer golos incríveis felizmente e um golo que é de aplaudir. O Boavista não está naquela fase, também é preciso ter um bocado de sorte às vezes. O que ficou foi o registo da segunda [parte], com um Sporting a ser uma equipa muito confiante na forma como joga. À campeão neste momento, até porque está em primeiro no campeonato. [O Sporting] Teve uma atitude que nós esperávamos e que tínhamos de responder com as armas que tínhamos na altura."

[Falta de sorte da equipa] "Às vezes a sorte não anda por um lado, esperemos que nos possa ajudar no futuro e não seja tão madrasta como tem sido. A verdade é que o Boavista não tem tido essa sorte, o golo do Porro não é de sorte, é de talento, mas era escusado. O jogo que mancha foi o jogo do Tondela, mas aí toda a gente percebeu o que se passou. Jogar com 9 não é fácil, mas a equipa hoje deu a resposta que pode conquistar mais vitórias."

"Perdemos com o SC Braga e com o Sporting. Em Tondela, foi diferente, mas todos vimos o que se passou. Perder dois centrais, um aos dez minutos e outro aos 30... não é fácil jogar com nove. A equipa respondeu de forma generosa. Neste jogo, contra o Sporting, o Boavista voltou a dar indicações claras que vai chegar às vitórias. A equipa tem evoluído, merece e tem trabalhado para isso."

Declarações de Ricardo Mangas, lateral esquerdo do Boavista, à Sport TV, após a derrota diante do Sporting (0-2), no Estádio do Bessa, da 15.ª jornada da I Liga.

"O golo do Sporting condicionou a nossa estratégia. Depois disso foi jogo dividido. Acredito que pela forma como nos dedicámos neste jogo, as coisas vão aparecer, mais tarde ou mais cedo."

"Entendemos melhor o jogo na segunda parte. Quando estávamos mais otimistas, foi quando apareceu o segundo golo do Sporting."

"Temos trabalhado muito, e de certeza que a coisas vão melhorar daqui para a frente."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.