Após sete jornadas, o novo técnico dos “dragões” conta apenas dois pontos perdidos, mas, comparando os jogos com os mesmos adversários, nos mesmos locais, o agora técnico do Málaga ganha nos golos, somando os mesmos 16 pontos.

Fora destas contas está o triunfo por 3-0 da presente temporada sobre o Beira-Mar, uma vez que em 2009/2010 o conjunto aveirense competia na Liga de Honra.

Nos seis jogos em comparação, Jesualdo Ferreira vence graças à diferença de golos: 19 marcados e cinco sofridos, contra 11-3 do “onze” comandado por André Villas-Boas, com Hulk a contribuir com mais de 50 por cento (seis).

Comparando a situação no final da sétima ronda, o FC Porto soma agora mais três pontos, pois ainda só perdeu pontos em Guimarães (1-1, segunda feira), enquanto em 2009/2010 havia empatado 1-1 em Paços de Ferreira e perdido 1-0 em Braga.

A grande diferença é que, então, os “dragões” eram terceiros, a três pontos do Benfica e cinco do líder 100 por cento vitorioso Sporting de Braga, enquanto agora lideram confortavelmente, com mais sete pontos do que um trio, composto por Benfica, Olhanense e Vitória de Guimarães.

- Comparação entre os primeiros jogos do FC Porto na época 2010/2011 e os mesmos jogos na época passada:

                                          10/11     09/10
Naval 1.º de Maio    (F)      V 1-0     V 3-1
Rio Ave (F)                        V 2-0     V 1-0
Sporting de Braga (C)         V 3-2     V 5-1
Nacional (F)                       V 2-0     V 4-0
Olhanense (C)                    V 2-0     E 2-2
Vitória de Guimarães (F)     E 1-1     V 4-1
Balanço:
Época 10/11: 6 jogos, 5 vitórias e 1 empate (11-3 golos).
Época 09/10: 6 jogos, 5 vitórias e 1 empate (19-5 golos).
Nota: O triunfo caseiro sobre o Beira-Mar (3-0) não entra nas contas porque na época passada o conjunto aveirense estava na Liga de Honra.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.