Jorge Jesus conquistou o seu primeiro título ao serviço do SL Benfica com um futebol atractivo e de ataque que encantou a Europa. Di María foi um dos jogadores em maior destaque no futebol praticado pelo Benfica e na entrevista ao diário Marca, Jesus admite que vai mesmo perder Di María para um clube com maior poderio financeiro.

"Claro que o vou perder. Qualquer treinador com capacidade financeira quereria o Di María, porque não há nenhum jogador como ele na mesma posição em que joga. Individualmente, diria que Di María é um génio, com condições e criatividade para ser diferente. Não é o melhor do mundo, porque aí estão o Ronaldo e o Messi, mas na sua posição, sem dúvida que é o melhor", elogiou o treinador do Benfica, que apenas vê Real Madrid ou Barcelona como destinos ideais para o esquerdino.

Apesar do assédio de vários clubes europeus pelos craques do plantel encarnado, Jorge Jesus tem a convicção que o SL Benfica pode ser uma equipa muito forte na próxima edição da Liga dos Campeões caso não perca muitos jogadores.

"Se não perdermos muitos jogadores, o Benfica será uma equipa muito forte na 'Champions” disse o treinador do SL Benfica.
A época fantástica do emblema encarnado despertou não só a cobiça de vários emblemas europeus, como também o interesse nos serviços do seu treinador. Jorge Jesus sabe que está referenciado por vários emblemas ingleses e espanhóis mas assegura que na próxima época vai treinar o SL Benfica.

"O que quero, esta temporada, é ficar aqui, porque os adeptos tocaram-me profundamente. Gosto muito da Liga Espanhola, mais do que a italiana e da inglesa, mas depois ver-se-á isso. Se me atrai a ideia de treinar fora de Portugal? O que me atrai é ganhar a Liga dos Campeões. Se uma equipa em Portugal me pudesse dar essa opção, tanto melhor. É difícil, mas não é impossível. Se o Benfica me desse essa opção, não trocaria o Benfica por qualquer outro clube", atirou o treinador.

José Mourinho é o treinador do momento em Espanha, e na Europa, e na hora de comentar as comparações entre si e o técnico do Real Madrid, Jorge Jesus rejeita qualquer tipo de paralelo de ideias, métodos e filosofia considerando que são duas figuras "completamente diferentes".

"Ele é mais jovem que eu. Podemos parecer-nos em algumas coisas, mas temos ideias diferentes na hora de analisar o jogo. O Mourinho é o melhor treinador do mundo porque os melhores são aqueles que ganham", retorquiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.