“Todos sabemos que aquele gesto não era o que depois foi dito [quatro jogadores em linha]. Mais valia pedir desculpa do que ter dito o que disse, pois é uma falta de respeito para o grupo e para o treinador. Mas nem vale a pena falar mais disso. Se calhar é por isso que o FC Porto ganha mais vezes”, disse Patacas, capitão do Nacional.

No entanto, os madeirenses já tinham assumido que “o Benfica foi mais forte e que não era preciso haver “show-off””, mas o que consideram um desrespeito por Manuel Machado é que deixa “o plantel revoltado”. Quanto aos problemas no túnel, Patacas disse que “não se passou nada de especial”. “O Jesus empurrou o Cléber ainda no campo e depois fomos nós tentar saber porquê. Não houve agressões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.