Paulo Madeira viveu na Luz algumas das épocas mais conturbadas do clube e embora a atualidade não seja comparável a essa altura, reconhece que as águias estão a passar por uma fase de transição que tem de ser gerida cautelosamente.

Depois da hecatombe no final da época passada, Jorge Jesus já foi confrontado com os primeiros assobios. Paulo Madeira diz que é necessário tempo para julgar o trabalho do treinador que vai para o seu quinto ano à frente do clube.

«A memória da época passada ainda se faz sentir e os reflexos estiveram à vista no jogo de apresentação com o São Paulo, com a contestação que vimos nas bancadas. Mas não é com apupos e lanços brancos que as coisas se resolvem. As pessoas têm que ter paciência porque na pré-época não há nada a ganhar e é preciso dar tempo à equipa», ressalva, adiantando que a equipa está ainda em construção depois da chegada de muitas caras novas.

«O Benfica fez muitas contratações, há muitos jogadores novos e o Jorge Jesus ainda não conseguiu definir qual é o onze base. Seja como for, a contestação ao treinador não devia acontecer nesta fase. Depois tudo depende dos resultados. Se as coisas correrem bem e os resultados aparecerem, obviamente que tem condições para continuar no Benfica. Mas se aparece um resultado menos positivo, as pessoas estão com muito pouca paciência e vão começar logo a contestar.»

O antigo defesa diz que a indefinição em torno de alguns elementos do plantel também não é benéfica e podem delinear o sucesso ou insucesso da próxima época.

«Há uma grande indefinição na defesa central, com a saída de Garay, Melgarejo… e nada disto é muito positivo, pois enquanto as coisas não ficarem resolvidas vai haver dúvidas em torno do onze», afirma o ex-jogador, que também vê como prejudicial a situação de Cardozo:

«A indefinição em torno deste processo não está a ser positiva para o desenvolvimento da equipa. É uma questão que incomoda a equipa, os dirigentes e não é positiva para o clube.»

Quanto aos reforços, o empresário considera que «há alguns jogadores com boa qualidade» e destaca um dos sérvios:

«O Markovic tem feito algumas coisas positivas e com apenas 19 anos tem vindo a destacar-se. O Benfica reforçou-se bem mas vai levar o seu tempo para a máquina começar a carburar, isso não acontece de um dia para o outro.»

Quanto ao desfecho desta época, Paulo Madeira considera que FC Porto e Benfica são favoritos à conquista do título de campeão nacional, mas não descarta a possibilidade de Sporting e Sporting de Braga se intrometerem na luta.

«Benfica e FC Porto têm vantagem face à concorrência. Investiram mais e estão num patamar ligeiramente acima, mas não acredito num campeonato apenas a dois», termina.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.