Declarações de Jorge Jesus, treinador do Benfica, e Roman Yaremchuk, avançado dos Encarnados, à Sport TV, após a vitória por 3-1 sobre o Vitória de Guimarães.

Jorge Jesus, treinador do Benfica

Chave para a vitória: "A conquista começou na qualidade de jogo do Benfica, principalmente a primeira parte e nos dez minutos da segunda parte. O Benfica fez um jogo ofensivo de muita qualidade, podia estar a vencer por 3 ou 4 na primeira parte, fruto de situações praticamente na pequena área em que devíamos ter marcado. Disse à equipa que tínhamos que fazer o terceiro para tirar o Vitória do jogo. Na segunda parte, a pensar no jogo de terça-feira [Barcelona], tirei jogadores, a equipa começou a não se equilibrar defensivamente no corredor central e o Vitória teve mais alguma bola, mas nada que nos preocupasse. O objetivo foi alcançado. É difícil vencer aqui:  equipa é bem estruturada e os adeptos ajudam sempre para que ela não caia."

Menos qualidade na 2.ª parte: "Tem a ver com a atitude coletiva e com as substituições. Os jogadores que entraram não seguraram tanto a equipa defensivamente. Perderam-se um bocadinho, perdíamos a bola com facilidade. Fez-nos falta o João Mário nos últimos 15 minutos."

Discussão com Darwin: "Vocês têm de perceber que o diálogo entre treinador e jogadores é isso mesmo. O treinador dá instruções para fazer o que acha que é melhor. Às vezes os jogadores não acham e isso é normal. Por isso é que não o tirei. Naquela jogada, eu disse que ele tinha de ser mais rápido a decidir. Não havia motivo para castigo de nada. Tem de haver diálogo, o treinador decide. Mas já tinha na cabeça que ia sair o Roman Yaremchuk e não ele. Não foi por aquela jogada que iria tirá-lo."

Benfica mantém invencibilidade: "Estamos num contexto competitivo que queremos manter e que todos querem estar. O facto de ter jogos de três em três dias é apenas para os melhores. Os melhores tem que achar isto uma normalidade e não nada de especial. Temos que manter a equipa leve, não sobrecarregada, e a recuperação e a mudança de jogadores ajudam para dar mais velocidade ao jogo."

Roman Yaremchuk, avançado do Benfica

Primeiro bis em Portugal: "Estou aqui para marcar golos e ajudar a equipa. Quero dizer obrigado à equipa e aos staff técnico pela confiança. Estou muito feliz por ter marcado hoje. Todos os dias trabalho arduamente para marcar golos. O ambiente esteve bom, obrigado aos nosso adeptos. É um grande prazer jogar pelo Benfica".

Segunda parte mais difícil? "Não diria isso. Fizemos um bom jogo. Na segunda parte também marcámos. Ganhámos 3-1 e estamos confiantes. É um bom resultado e ganhámos, que é o que é importante".

Significado dos dois golos: "É o meu trabalho aqui. Se eu não marcar, alguém irá marcar".

O Benfica manteve o percurso 100% vitorioso na I Liga portuguesa de futebol, ao vencer este sábado em casa do Vitória de Guimarães, por 3-1, em jogo da sétima jornada. Yaremchuk (30 e 41 minutos) e João Mário (73) marcaram os golos dos 'encarnados', com Bruno Duarte (78), de grande penalidade, a reduzir para os vitorianos.

O Benfica lidera o campeonato com 21 pontos, mais quatro do que FC Porto e Sporting, enquanto o Vitória de Guimarães segue no 10.º posto, com sete pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.