Jorge Jesus pretende cumprir integralmente o vínculo que tem com o Sporting, que termina no final da próxima temporada, mesmo que isso implique passar um ano sabático em Alvalade, avança o jornal Público esta quarta-feira.

Bruno de Carvalho, recorde-se, terá comunicado ao presidente 'leonino' na reunião de segunda-feira que a relação laboral com o clube teria chegado ao fim, embora tenha depois negado qualquer suspensão do técnico. A 'nota de culpa' que instaurará o processo discplinar deverá chegar a Jorge Jesus já depois da final da Taça de Portugal, no domingo.

Só que, ao contrário de Marco Silva, que também foi alvo de um processo disciplinar de Bruno de Carvalho para um despedimento por justa causa, acabando por chegar a acordo para rescindir, Jorge Jesus não está interessado em sair de Alvalade.

A mesma publicação refere que o treinador dos 'leões' poderá aproveitar o ano de paragem forçada para apostar na sua formação. No caso de não haver acordo entre as partes para uma rescisão amigável, a SAD teria de continuar a pagar os salários a Jorge Jesus e aos seus adjuntos ou avançar para um despedimento unilateral.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.