Em entrevista ao jornal Record, Nuno Gomes garante que Jorge Jesus nunca lhe disse que não contava com ele.

«O treinador disse numa entrevista que falou comigo algumas vezes durante a última época. Falou três vezes. Uma no inicio da temporada e duas mais à frente. Em nenhum desses encontros me comunicou que iria prescindir dos meus serviços», garante o ex-capitão encarnado.

Nuno Gomes sublinhou que «as únicas conversas» que houve foram para informar que «iria ter menos espaço do que tinha tido no ano anterior» e que «a decisão de continuar» cabia ao jogador.

«O que aconteceu também não foi nada do outro mundo. Eu estava em final de contrato e só podiam acontecer duas coisas: renovava e continuava a jogar futebol no Benfica ou então saía. Foi isto que veio a acontecer, porque o treinador assim decidiu. Para ele eu não fazia parte do seu leque de opções, não tinha qualidade para integrar o plantel. Como eu sempre disse que queria jogar pelo menos mais uma época, é assim: vou continuar noutro lado. Não era o que queria, mas é a realidade e tenho de aceitá-la», disse o jogador.

Ressentimentos não guarda, apenas gostaria de se ter despedido dos adeptos que ao longos dos 12 anos na Luz sempre o apoiaram.

«Se no último jogo do campeonato eu já soubesse que não iria continuar, se calhar no final desse desafio tinha-me despedido deles de maneira diferente, se calhar tinha oferecido o meu equipamento às duas claques, enfim, as coisas teriam feito mais sentido para mim se fosse assim», explicou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.