O treinador da equipa de futebol do Sporting, Jorge Jesus, considerou hoje que fez Rui Vitória sair da toca e alegou que o técnico do Benfica precisa de “muito mais” para ser considerado treinador.

“Em relação as críticas do meu colega [Rui Vitória], sou mau colega? Treinador? Como não o qualifico como treinador, logo não sou mau colega. Para ser treinador ele tem de ser muito mais. Fi-lo sair da toca. Ele tem de se assumir. Para treinar o Benfica tem de se assumir. Para conduzir um Ferrari tem de ter andamento para ele”, defendeu o treinador do Sporting, depois da vitória por 6-0 da sua equipa em Setúbal.

Jesus escusou-se, no entanto, a ofender o colega: “Ele defende os interesses dele e eu defendo os meus.”

Em resposta às acusações feitas por Rui Vitória, que na terça-feira disse que os treinadores dos outros dois grandes eram obcecados pelo Benfica, Jesus assumiu-se obcecado pelos encarnados, pelo FC Porto e por todos os adversários.

“[Estou obcecado] principalmente pelos rivais que estão na luta direta pelo campeonato. Procuro conhecer bem o adversário para quando for a quarta vez voltar a ganhar”, garantiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.