As ambições de Jorge Jesus não têm limites. O técnico do Sporting quer fazer mais nos "leões" do que fez no Benfica, onde foi campeão em três ocasiões, nos seis anos à frente do clube.

"O meu sonho é ser cada vez melhor treinador. É isso que tenho feito ao longo da carreira e é o que quero fazer no Sporting: ser melhor treinador do que aquele que fui no clube onde estava. Esse é o meu sonho", explicou Jesus ao jornal do Sporting.

No Sporting, Jesus terá a oportunidade de fazer crescer jovens da Academia do clube, um dos melhores do mundo. O técnico recusa a ideia de que os anteriores técnicos não souberam aproveitar os jogadores da casa.

"É muito subjetivo. A formação são os jogadores e tanto se formam atletas jovens como menos jovens. O papel do treinador é formar jogadores e, quando os formas enquanto jovens, é ainda melhor", atirou.

No Sporting, Jesus terá a oportunidade de juntar paixão com trabalho. O técnico é adepto e sócio dos "leões", tendo o seu pai jogado ao lado dos "Cinco Violinos".

"Quando tens uma carreira desportiva e uma paixão muito forte pelo futebol, essa componente está sempre à frente, mas quando podes conciliar a paixão pelo futebol com a paixão pelo clube, é sempre melhor", afirmou Jesus.

O técnico explicou o porquê de não ter visto as imagens do seu pai com a camisola do Sporting, quando foi apresentado esta quarta-feira em Alvalade.

"Foi uma surpresa. Não consegui ver a imagem do meu pai no vídeo, senão não conseguia continuar o meu discurso", frisou.

No discurso de apresentação, Jesus afirmou que o Sporting iria lutar com o Benfica e o FC Porto pelo título de campeão esta época. Uma ambição explicada pela grandeza dos "leões".

"O Sporting é um clube diferente, muito grande pela adesão dos seus adeptos e uma paixão para todos eles. É minha intenção partilhar com eles as emoções e as alegrias que me compete dar-lhes, em conjunto com os meus jogadores e equipa técnica. Queremos apresentar um futebol de muita qualidade e ganhar ao domingo, que é o mais importante, para transportarmos o Sporting para o patamar que todos queremos, para que sejamos sérios candidatos ao título de campeão. Vamos disputar o título com os nossos dois rivais: será uma luta a três", concluiu, na entrevista ao jornal do Sporting.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.