O Benfica venceu o Santa Clara nos Açores por 2-0, em partida da 17.ª jornada da I Liga de futebol, resultado que lhe permite subir ao segundo lugar da prova. Com esta derrota o Santa Clara é nono classificado com 21 pontos.

Um golo do suíço Seferovic, aos 22 minutos, colocou os 'encarnados' de Lisboa na frente do marcador, tendo o defesa-central brasileiro Jardel ampliado já na segunda parte, aos 49.

No final do jogo, o treinador do Santa Clara, João Henriques, lamentou a expulsão de Fábio Cardoso no final da primeira parte e considerou que o cartão vermelho direto ao central dos 'açorianos' condicionou o resto da partida.

"O jogo terminou aos 40 minutos com a expulsão do Fábio [Cardoso]. Até ao golo do Benfica o jogo foi repartido, nós estávamos a ter alguma bola, a criar situações, explorar espaço entre linhas do adversário, com critério até que surgiu o erro individual que permite ao adversário ficar na frente do marcador e em vantagem. O erro individual do Fábio foi causado pelo estado da relva pois não lhe permitiu abordar o lance da melhor forma e depois o lance da expulsão fez com que tivéssemos a vida complicada e de alguma forma injusto na altura, porque tinha havido oportunidades nas duas áreas", começou por dizer João Henriques.

Na segunda parte tentámos, trabalhámos, tivemos caráter, mesmo com um a menos tivemos oportunidades, mas o Benfica criou várias. Resultado justo, a vitória não sofre contestação mas o lance da expulsão dita o que aconteceu e a história do jogo foi a partir dele. Mais uma vez terminámos um jogo com menos um, parece que somos uma equipa de arruaceiros, mas são lances discutíveis. É muito mais fácil sacar de um amarelo ou vermelho direto na nossa equipa, é muito fácil isso acontecer.É uma situação discutível, já vi e acho que o Pizzi tinha o César por perto. Para vermelho direto, fica a minha dúvida. A partir desse momento ficámos limitados", acrescentou o técnico do Santa Clara.

Questionado sobre o calendário do Santa Clara, uma vez que já receberam os quatro grandes do futebol português, João Henriques lamentou as expulsões contra Benfica e Sporting.

"O calendário era isto mesmo, mais uma vez ficámos condicionados de forma que não pudéssemos discutir 11 contra 11 até ao final. Sabíamos que podíamos fazê-lo. Voltámos a demonstrar que somos uma equipa difícil de bater 11 contra 11, mas 10 contra 11 contra o Benfica é muito complicado. 10 contra 11 contra o Sporting é muito complicado. São sempre adversários difíceis de ultrapassar. Acabou a primeira volta, temos 21 pontos, vamos procurar fazer idêntico. Em casa já não temos grandes nem as equipas que estão no topo, temos de fazer o nosso trabalho e continuamos com o objetivo que é a manutenção", sentenciou João Henriques.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.