“A situação clínica não oferece perigo, ele está bem e vai ter hoje alta do hospital, onde se encontra internado por estar sob observação durante 24 horas”, disse Gomes Pereira, admitindo que o tipo de lesão sofrida por João Pereira “poderia ter tido consequências graves”.

O defesa lateral “leonino” sofreu um traumatismo craniano, com perda de conhecimento, ao chocar com o colega Rui Patrício, o qual o atingiu com o joelho na cabeça ao sair da baliza para salvar uma situação de perigo para a baliza à sua guarda.

Numa análise “pragmática e objectiva”, depois da avaliação e evolução clínica, o médico “leonino” garante que João Pereira “vai voltar a treinar esta semana”, depois do regresso da equipa da Dinamarca, onde joga quinta-feira frente ao Brondby, na 2ª mão do “play-off” de acesso à fase de grupos da Liga Europa.

De resto, o jogador já estará esta terça feira na Academia de Alcochete para ser observado e será, em princípio, “reintegrado nos treinos na sexta feira”, conjuntamente com os companheiros.

Quanto ao seu regresso à competição, Gomes Pereira admite que possa acontecer já na próxima jornada da Liga: “A hipótese dele poder defrontar segunda-feira a Naval 1º de Maio [em jogo da terceira jornada da Liga portuguesa de futebol] está em aberto”.

Outro caso clínico é o de Pedro Mendes, o qual, segundo Gomes Pereira, sofreu uma “tendinose relativamente grave” no passado dia 29 de julho, cuja “recuperação estimada é de seis semanas”.

Segundo o médico de Alvalade, a recuperação está a evoluir bem numa altura em que Pedro Mendes faz treino individualizado: “Não tem praticamente limitações, mas é prematuro incluí-lo desde já nos treinos, o que só deverá acontecer para a semana”.

O caso clínico do russo Marat Izmailov também foi abordado por Gomes Pereira: “Após o estágio em França colocaram-se duas hipóteses, a cirúrgica ou a não cirúrgica, tendo-se pendido para a mais conservadora, que obrigaria a quatro semanas de repouso total, após a qual iniciaria treino de ginásio, o que está a fazer neste momento”.

Gomes Pereira prevê que Izmailov começará a trabalhar no terreno “no início do mês de Setembro”, caso continue “sem queixas e com um evolução favorável”, e voltando aos treinos “só poderá ser avaliado após 15 dias de trabalho consecutivos”.

O chileno Jaime Valdés, que padeceu de uma virose que lhe provocou febre, já está a treinar com os companheiros.

“Não está fisicamente a cem por cento, mas, em princípio viaja quarta-feira com a equipa para a Dinamarca e poderá dar o seu concurso à equipa frente ao Brondby na quinta-feira, se o treinador assim o entender”, rematou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.