O jogador do Desportivo das Aves Estrela foi hoje conduzido ao hospital, depois de um lance com Yaw Ackah, durante a receção ao Boavista, em encontro da 18.ª jornada da I Liga de futebol.

"O Estrela foi transportado de emergência para o hospital, fez um raio-X à perna direita e o prognóstico não é nada bom", referiu o treinador avense Nuno Manta Santos, em conferência de imprensa no final da partida, disputada na Vila das Aves.

À passagem dos 57 minutos, os dois médios dividiram um lance no meio-campo, em que Estrela acabou no relvado, com queixas na zona da tíbia e do perónio, tendo sido substituído pelo avançado Marius Mouandilmadji.

Depois de alguns minutos a receber assistência médica, o futebolista, de 24 anos, seguiu para uma unidade hospital em Riba d'Ave, freguesia do concelho de Vila Nova de Famalicão, para ser submetido a observações e exames complementares.

O diagnóstico detalhado vai surgir na segunda-feira e Nuno Manta Santos lamentou que Hugo Miguel não tenha assinalado qualquer infração, considerando mesmo que o emblema de Santo Tirso foi "prejudicado" pela equipa de arbitragem.

"Não estou a pedir nada, apenas quero que sejam justos. Hoje aconteceram alguns lances que colocaram em causa a integridade física dos nossos jogadores e acho muito estranho não terem sido devidamente punidos. Provavelmente tínhamos acabado a jogar com mais dois e tudo seria diferente", defendeu.

O desafio registava uma vantagem mínima a favor do Boavista, materializada pelo avançado brasileiro Cassiano aos 12 minutos, que permaneceu até ao apito final, ditando nova derrota para o lanterna-vermelha Desportivo das Aves no campeonato.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.