"Este jogo, com o Leixões, é bastante importante, porque o calendário nos favorece, não só nesta jornada, como na próxima. Temos de abordar estes dois jogos antes do Natal de forma mais eficaz para conquistar os seis pontos em disputa", referiu André Villas Boas, perspectivando a recepção de domingo ao conjunto de Matosinhos, na 13.ª jornada do campeonato.

O técnico dos "estudantes" reiterou que a goleada sofrida há uma semana na visita ao Benfica (4-0) foi esquecida, embora defendendo que a sua equipa, actualmente com 10 pontos, tal como Belenenses (12.º) e Leixões (14.º), fez "um bom jogo".

Villas Boas considerou a partida frente ao Leixões "extremamente difícil", sublinhando que "o mínimo erro pode ser fatal".

O técnico da Académica rejeitou confirmar a transferência do avançado Miguel Pedro para um clube cipriota, embora não conte com o atleta para o jogo de domingo, por o atleta estar envolvido numa negociação e, portanto, sem disposição mental para jogar. "Conto com ele até Junho, se não houver qualquer acordo. Encantado da vida, se ele ficar", ressalvou Villas Boas.

Já quanto a eventuais reforços na reabertura do mercado, em Janeiro, Villas Boas disse precisar de estudar soluções internas (atletas dos juniores ou do Tourizense) e "tomar as decisões correctas", embora lembrasse as oportunidades concedidas a outros atletas, conforme provam as variações nas convocatórias, desde que chegou ao clube.

Depois de receber o Leixões, primeira equipa acima da linha que define os dois emblemas que baixam ao segundo escalão, a Académica de Coimbra visita o Nacional da Madeira (quarto classificado), na 14ª ronda da Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.