“Sabemos que a visita à Choupana é um jogo muito difícil para nós. Desde o início da época, será o teste mais complicado”, reconheceu o técnico, na antevisão do encontro, após o treino realizado hoje em Montechoro, Albufeira.

Jorge Costa sublinhou, no entanto, que a equipa vai apresentar as suas melhores armas - “qualidade, organização e valores individuais e colectivo” - para lutar pelos três pontos.

O técnico do Olhanense deu os parabéns ao Nacional pela passagem à fase de grupos da Liga Europa - “um motivo de orgulho para Portugal” -, mas acredita que esse feito não terá “interferência no resultado final” da partida de segunda-feira.

“A derrota no Dragão, na anterior jornada, já não lhes retiraria confiança, porque têm feito bons jogos, e com o apuramento na Liga Europa essa confiança aumenta. Vamos encontrar uma equipa muito motivada, mas são jogos diferentes, este é um jogo de campeonato”, frisou.

A equipa vem de dois “nulos” consecutivos e o seu objectivo passa por “continuar sem sofrer golos e criar as oportunidades de golo” que tem criado, “mas sendo mais eficazes na hora de chutar à baliza”, sustentou.

O jogo com o Nacional, que segue com um ponto na classificação - após ter empatado 1-1 em casa com o Sporting e perdido por 3-0 na visita ao tetracampeão FC Porto -, está marcado para segunda-feira, no Estádio da Madeira, às 19.00 horas, com arbitragem de Hugo Miguel (Lisboa).

Plantel fechado

O Olhanense ainda apresentou hoje o extremo Paulo Sérgio como reforço, devendo assim ter ficado encerrado o plantel da equipa da Liga principal de futebol.

O jogador rescindiu com o Salamanca (II Liga espanhola), que representou na última época e onde já não seria opção de primeira linha, e regressou ao Algarve, onde já alinhou pelo Portimonense.

O extremo, que tem 25 anos e foi formado no Sporting, conta ainda com passagens por Belenenses, Estrela da Amadora e Desportivo das Aves, tendo assinado por duas épocas pelo emblema algarvio.

O Olhanense apresentou ainda Joshua, um jovem médio de 19 anos, ex-júnior do Internacional de Almancil, que treinava com a equipa desde o início da pré-época, mas só agora viu resolvidos os direitos de formação.

Esta semana o clube já tinha garantido o concurso do médio defensivo argentino Juan Pietravallo, ex-New York Red Bulls (EUA).

Caso não exista uma oportunidade de última hora, uma vez que as inscrições só encerram segunda-feira, o plantel do Olhanense estará encerrado, com opções que deixam o treinador satisfeito.

“Não havia carências e, no início da época, já o plantel me dava garantias. Estes reforços acabam por ser mais-valias, que me vieram dar mais opções e trazer mais equilíbrio ao grupo”, considerou Jorge Costa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.