Técnico do Sporting confessou que não lhe interessa o resultado do clássico e sublinhou que nem sempre se pode ganhar por quatro ou por cinco golos de diferença.

Dérbi

"Sabíamos que o dérbi de Lisboa não ia ser fácil. O Belenenses contra os 'grandes' defende bem. Tem uma organização defensiva boa. Contra estas equipas está muito bem. Só poderia haver um vencedor. O Belenenses não criou uma chance de golo. Fizemos 30 minutos fantásticos. Não há dúvida nenhuma na grande penalidade.

Apoio dos adeptos e segunda parte

"Na segunda parte tivemos mais oportunidades, com o William, o Bryan, o Bruno Fernandes. O Belenenses teve mais bola na segunda bola, mas não é sinónimo de nada. Houve jogadores a que faltou alguma frescura física na segunda parte. Convidámos o Belenenses para fazermos o contra-golpe. Tivemos oportunidades e não aproveitamos. Parabéns aos jogadores do Sporting e aos adeptos da curva sul. Foram eles que gritaram pelo Sporting. Os jogos ganham-se com sacrifícios. Nem sempre se pode ganhar por quatro ou por cinco".

Diferenças para o Sporting do ano passado

"Somos uma equipa muito mais pragmática e experiente. E é isto que é o futebol".

Dérbi no sofá ?

"Isso já não interessa para nós. Que ganhe o melhor".

Barcelona

"O foco está no Barcelona. Andamos numa intensidade alta para terça-feira estarmos à altura do jogo".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.