Jorge Jesus deixou alguns reparos ao trabalho do fiscal de linha no jogo entre o Sporting e o Estoril. O técnico 'leonino' afirma que, apesar de existir o vídeoárbitro, tem de se responsabilizar os árbitros de linha.

"Tivemos um final de jogo para cardíacos, o lance do Piccini que está fora de jogo que foi um palmo e esta fora de jogo. E no lance do Estoril, que era fácil para o fiscal de linha, não viu. Então há o videoarbitro mas tem de se responsabilizar quem não viu as coisas. Se não vê bem tem de treinar mais", afirmou o treinador, que culpou também o mês de agosto "diabólico" para explicar o cansaço dos seus jogadores.

"Eu já tinha previsto que era muito importante na primeira meia hora fazermos golos. Fizemos seis jogos em 21 dias, sabia que a equipa não tinha capacidade para ser uma equipa com velocidade de jogo, intensidade defensiva. Os jogadores não são máquinas e eram quase sempre os mesmos, mudei pouco. Entramos bem, fizemos dois golos e fomos jogando. Na segunda parte, eu fui vendo o que fazer, porque existiam jogadores que me davam sinais de cansaço. Um bom jogo contra uma boa equipa do Estoril, que esteve fresquinha e teve uma semana para preparar o jogo. E parabéns aos adeptos do Sporting que estiveram sempre do lado da equipa", analisou o técnico, que explicou também a ausência de William Carvalho.

"O William não jogou porque veio de lesão, não tem treinado como deve ser e achei que nao estava em condições para jogar. E também existem as outras coisas do William [possível saída no defeso], que ainda não existem coisas concretas. E no próximo jogo vai jogar, também porque é depois de 31 de agosto [fecho do mercado de transferências] e, quer queiramos quer não, isso é importante porque mexe com os jogadores", referiu.

Mais tarde, em conferência de imprensa, Jorge Jesus considera que o vídeoarbitro veio trazer a verdade desportiva.

"O videoárbitro é uma ferramenta para ajudar, vão continuar a haver erros. Mas há lances em que não é necessário videoárbitro.

O Sporting derrotou o Estoril por 2-1, num jogo em que marcou cedo mas que teve um final de loucos, com um golo anulado para cada lado no período de descontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.