José Couceiro enalteceu o espírito combativo da sua equipa frente ao Sporting, que acabou por levar ao empate nos instantes finais da partida.

"Sou um treinador satisfeito. Ganhar pontos contra equipas como esta é sempre bom. A equipa não podia desorganizar-se, mas na primeira parte não defendemos bem e permitimos que numa transição o Sporting fizesse um golo. Depois arriscámos tudo, tirámos os dois médios centrais e acabámos por ser felizes, numa altura em que o jogo estava mais partido", disse o treinador dos sadinos à SportTV.

"Sabíamos que o Sporting queria subir, portanto tínhamos de jogar na profundidade. Foi o que fizemos. Antes de o Edinho sofrer penálti, já o Patrick tinha tentado fazer um lançamento longo, que foi parar às mãos do Rui Patrício", acrescentou.

Precisamos de fazer vinte pontos na segunda volta, pelo menos, temos dois, portanto faltam-nos 18. Estamos na luta. Mas se virmos o historial do V. Setúbal, poucas épocas não foram sofridas até ao fim.»

Um golo de Edinho, na conversão de uma grande penalidade, permitiu hoje ao Vitória de Setúbal empatar 1-1 na receção ao Sporting, no jogo de abertura da 19.ª jornada da I Liga de futebol.

Com este empate, o Sporting mantém a liderança do campeonato com 47 pontos, mais dois do que o FC Porto, que recebe ainda hoje o Tondela e tem a segunda parte do jogo com o Estoril Praia em atraso, enquanto o Vitíoria é 17.º e penúltimo com 14 pontos, os mesmos do Desportivo das Aves, 13.º.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.