O presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol não quis alongar-se em grandes comentários sobre o chumbo da FPF ao sorteio dos árbitros na próxima época, e preferiu frisar a importância de continuar a trabalhar para defender a credibilidade do setor.

"Não é uma vitória dos árbitros, mas sim uma decisão que vem de encontro ao que defendíamos. Somos sempre a favor da transparência e batemo-nos sempre pela credibilidade da arbitragem", afirmou José Fontelas Gomes.

"Considero que deve cumprir o mandato até ao fim e quando houver eleições logo veremos a decisão dos árbitros. Não queremos a cabeça de ninguém, apenas pedimos trabalho para melhorar o setor", acrescentou José Fontelas Gomes sobre a situação de Vítor Pereira enquanto presidente do Conselho de Arbitragem da FPF.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.