O treinador do FC Porto, José Peseiro, assegurou hoje que os ‘dragões’ vão estar mais fortes na visita ao Estoril-Praia, no sábado, em jogo da 20.ª jornada da I Liga de futebol, do que na receção ao Marítimo.

José Peseiro desvalorizou a derrota na visita ao Feirense, por 2-0, para a Taça da Liga, na quarta-feira, quando aproveitou a eliminação dos ‘azuis e brancos’ para experimentar algumas das ideias que pretende implementar.

“O FC Porto perdeu, mas foi num contexto em que sabíamos que íamos arriscar. Jogou com uma estrutura diferente, mas se havia jogo para arriscar era aquele”, disse José Peseiro, reconhecendo que os jogadores têm capacidade e potencial para fazer mais e melhor.

Frente ao Estoril-Praia, no tradicionalmente complicado Estádio António Coimbra da Mota, onde os portistas venceram pela última vez em 2012, José Peseiro disse esperar dificuldades, mas minimizou os resultados anteriores, dizendo que são história e fazem parte do passado.

“O presente a que nos vamos agarrar é à convicção de que temos potencial e que podemos vencer, sabendo da qualidade do Estoril, apesar de, em alguns momentos, não ter obtido bons resultados”, explicou, salientado que a equipa irá apresentar-se melhor.

Para o treinador, “todos os jogos são importantes para o FC Porto, independentemente do local, da hora e da classificação”, reconhecendo que com o Estoril não vai ser exceção.

“Temos a noção do que o Estoril tem feito com os adversários e do que fez no Dragão. Vai ser um jogo intenso, contra uma equipa organizada e temos a convicção que vamos estar melhor do que frente ao Marítimo (1-0). Vamos estar mais fortes e é esse o caminho”, defendeu.

O novo treinador dos ‘dragões’, que substituiu o espanhol Julen Lopetegui, teve ainda poucos dias para trabalhar com o plantel, que tem tido jogos de quatro em quatro dias, mas disse acreditar que quer individualmente quer coletivamente está mais forte.

“Tenho mais dias de trabalho mas não tantos como eram necessários. Temos de ir passo a passo e sabemos que vamos estar mais perto daquilo que queremos. Estamos mais fortes por termos ganhado ao Marítimo”, sustentou.

O treinador, que desde que chegou ao Dragão, e com apenas sete dias de trabalho, soma uma vitória frente ao Marítimo, para aa I Liga, e uma derrota com o Feirense, defendeu o potencial dos jogadores que tem à sua disposição.

“Sei o que eles podem fazer. São jogadores de qualidade e têm uma enorme capacidade de aprendizagem. Eles são bons e têm a capacidade para dar a volta a esta página”, disse, referindo-se ao facto de o FC Porto ocupar o terceiro lugar da I Liga, a cinco pontos do líder Sporting.

FC Porto, terceiro classificado com 43 pontos, e Estoril-Praia, 10.º com 23, defrontam-se no sábado, a partir das 18:30, num encontro que vai ser arbitrado por Tiago Martins, da associação de Lisboa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.