O médio Josué, do Paços de Ferreira, disse hoje ter «alguma expetativa» em ser titular no jogo de sábado diante do Rio Ave e ajudar a formação pacense a concluir a Liga de futebol no oitavo lugar.

«Tenho alguma expetativa em poder jogar, pois o Vítor foi expulso e sou o único médio disponível», disse Josué à agência Lusa, admitindo que esperava mais desta época de estreia na Liga.

O internacional português sub-21 admitiu ter-se acomodado um pouco durante a passagem pelo clube do técnico Luís Miguel, com o qual foi titular, afirmando aceitar a explicação do treinador que o sucedeu, Henrique Calisto, ao dizer que «o Vítor estava mais rápido nas transições».

«Percebo melhor agora as ideias do treinador, do que quando ele cá chegou, e espero ainda ajudar o Paços a conseguir os seus objetivos», sublinhou.

O objetivo principal da permanência foi garantido com a derrota da Académica frente ao Sporting, no jogo de encerramento da 28.ª jornada, mas a equipa, acrescentou Josué, «quer o oitavo lugar».

«Mesmo quando estávamos em último lugar e todos diziam que estávamos arrumados, nós sempre acreditámos que era possível dar a volta à situação», recordou.

Josué, de 21 anos, mantém ainda a expetativa de ser convocado para os dois jogos dos sub-21 e manter a titularidade na seleção, o que diz ser «um momento único», acabando por reconhecer que se sente «mais à vontade» e com «outra tranquilidade».

«Se calhar, está a faltar uma grande exibição ou um golo», admitiu Josué, com os olhos postos no jogo da Liga com o Rio Ave, que considerou «uma equipa muito experiente, com jogadores irreverentes, como Atsu e Yazalde, e a ter em conta».

Portista de formação, Josué olha para o título agora conquistado pelo FC Porto como a prova do «espírito muito grande» que existe num clube que fez «uma grande recuperação», elegendo o colega do Paços de Ferreira Melgarejo como a revelação do campeonato e Lima, do Sporting de Braga, como a figura da Liga.

Josué tem mais dois anos de contrato com o Paços de Ferreira e já definiu os seus objetivos.

«Vou continuar, espero ter mais oportunidades e jogar mais, para ter a oportunidade de sair para um clube de maior dimensão», sublinhou.

O “tranquilo” Paços de Ferreira, 12.º classificado com 29 pontos, defronta o Rio Ave, 13.º com 27, e a permanência por resolver, no sábado, às 20h30, em jogo da 29.ª e penúltima jornada da Liga portuguesa de futebol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.