“Sou um médio que gosta de jogar na frente da defesa, mas tanto posso jogar à defesa como ao ataque. Vou fazer o meu trabalho e deixo-o nas mãos de Jorge Costa”, afirmou o jovem jogador, de 22 anos, na sua primeira apresentação à imprensa, em Coimbra.

Emprestado pelo Grémio Anápolis, mas com opção de compra por parte da “Briosa”, o jogador brasileiro reiterou que “era um sonho dar o salto para o exterior, para o futebol português, por causa do idioma, do ambiente e da alimentação”.

Teve como colegas jogadores como Felipe Menezes, no Goiás, e Kléber, no Atlético Mineiro, atleta a quem reconheceu qualidades para jogar num grande clube como o FC Porto.

Bastante comunicativo, Júnior Paraíba apontou Ronaldinho Gaúcho como seu ídolo, dentro e fora do campo e escolheu o Flamengo como seu clube preferido.

Sobre o Mundial de Futebol de 2010, lançou algumas críticas ao seleccionador brasileiro Dunga por ter deixado de fora jogadores da craveira como Ronaldinho Gaúcho e Adriano, devido à sua inegável qualidade.

Apontou ainda a Holanda como sua favorita para vencer a final do Campeonato do Mundo de África do Sul, devido ao seu “futebol objectivo, rápido e de qualidade”, não descurando o valor da outra finalista, a Espanha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.