O defesa central Kevem e o médio Rafael Gava deixaram o Paços de Ferreira e regressaram ao Brasil, confirmou esta quinta-feira à agência Lusa uma fonte do clube da I Liga de futebol.

Os dois jogadores perderam espaço no plantel e o residual tempo de utilização, nulo no caso de Kevem, ajudam a explicar um desfecho que se precipitou com a contratação de Marcelo e Stephen Eustáquio, nomeadamente, na reabertura do mercado, em janeiro.

O central Kevem, de 19 anos, esteve lesionado durante algum tempo e, também por isso, não jogou um único minuto pelo Paços, regressando agora ao Mirassol, clube que o tinha emprestado e com quem tem contrato.

A mesma fonte adiantou que a situação do médio Rafael Gava, de 26 anos, é diferente, pois o jogador recrutado ao Caxias tem contrato com a formação pacense e o seu regresso ao Brasil, concretizado na terça-feira, passa pelo empréstimo ao Cuiabá, de Mato Grosso, oitavo classificado na última edição do segundo escalão do futebol brasileiro.

No Paços, Gava participou somente em três encontros, dois para o campeonato (Rio Ave e Famalicão) e um na Taça de Portugal (Sanjoanense), o único em que alinhou a tempo inteiro, totalizando 159 minutos.

Em sentido inverso, o Paços aguarda a oficialização da inscrição de Marcelo, experiente central brasileiro contratado ao Chicago Fire FC, da Liga norte-americana de futebol (MLS), para o poder utilizar com o Benfica.

Para o jogo de domingo diante do campeão em título e atual líder da I Liga, o técnico Pepa só pode contar com dois centrais (André Micael e Marco Baixinho), uma vez que o habitual titular Maracás cumpre um jogo de suspensão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.