Bruno Lage, treinador do Benfica, fez esta sexta-feira a antevisão ao jogo frente ao Moreirense, partida da sexta jornada do campeonato nacional.

Durante a conferência de imprensa, o técnico foi questionado sobre as alterações que fez para o jogo de estreia da Liga dos Campeões frente ao Leipzig. O técnico avisou que "há uma interpretação errada" da "ambição" encarnada na Champions.

"Eu acho que já expliquei muito bem essa questão. Eu não faço gestão do plantel. O que eu faço é em função da nossa forma de jogar e o momento do jogador, colocar o melhores em campo. Até determinado momento fomos utilizando sempre a mesma equipa, quando jogamos de três em três dias eu tenho de decidir", começou por dizer o técnico.

"Já expliquei e posso voltar a explicar. A primeira, muito tempo sem competir do André [Almeida]. O tempo de recuperação entre jogos tem sido cada vez menos. Com o jogo com o Gil Vicente, pensámos em substituí-lo, mas com o 2-0, sem controlar o jogo com bola, fizemos depois sem bola, entendemos tirar o RDT. Não o fizemos com o André porque sentimos que a equipa precisava dele. Não estava a 100% no jogo seguinte", prosseguiu, antes de acrescentar.

"Isto não é o plano A ou B, é vermos o que é melhor em cada momento. Esta é a nossa forma de pensar. Olhar para o momento e decidir em função disso. Há uma interpretação errada de analisar as minhas opções para a Champions Queremos honrar a dimensão europeia do Benfica, mas temos de perceber o momento atual do clube e quais são os seus objetivos. Qual foi a diferença entre o Tomás e o André? Eu não senti a diferença."

O técnico explicou ainda que que fazer uma campanha na Europa ao nível da dimensão do Benfica e salientou que a equipa não fez uma exibição que envergonhasse os adeptos frente ao Leipzig.

"Não nos tirem a exigência, nós queremos fazer uma campanha europeia à dimensão do Benfica. Não nos tirem a exigência, nós queremos fazer uma campanha europeia à dimensão do Benfica. No mercado, neste momento, para contratar um jogador com o valor destes atletas, custa 60 milhões de euros. Quanto custa um atleta para substituir um jogador com o André Almeida? Este é o nosso caminho e o nosso projeto. É importante que as pessoas percebam isto. Não fizemos uma exibição que envergonhasse os benfiquistas", vincou.

Quanto ao jogo com o Moreirense, Bruno Lage disse esperar um embate "difícil" frente a uma equipa "competitiva" e "organizada".

"É uma equipa muito competitiva e organizada. Será um jogo muito difícil por ser fora de portas, num campo mais pequeno do que é habitual. Têm um registo muito bom em sua casa, ainda não sofreram qualquer golo em casa. Temos de estar ao nosso melhor nível para conquistar os três pontos", concluiu.

O Benfica defronta o Moreirense, às 20h30 de sábado, no estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.