O Sporting venceu, este domingo, o Portimonense por 2-0 e somou o seu triunfo consecutivo na I Liga.

Depois da eliminação humilhante na Liga Europa frente ao Lask Linz (4-1), o Sporting tentava lamber as feridas em Portimão. Os algarvios também procuravam o primeiro triunfo na I Liga, depois no último fim de semana terem sido derrotados em Barcelos frente ao Portimonense.

Veja o resumo da partida

No conjunto leonino, apenas uma alteração. Com Wendel de fora, Pedro Gonçalves entrou para o seu lugar no meeio campo. Sporar também foi baixa de última hora na equipa verde e branca. À estrutura de três centrais, Paulo Sérgio, técnico do Portimonense, tentou responder com o mesmo antídoto tentando assim obter o primeiro triunfo frente ao Sporting desde que orientou o clube.

O início foi prometedor, com os verdes e brancos a fazerem o que não faziam há seis temporadas fora de casa: Marcaram dois golos nos 15 primeiros minutos de jogo.

Nuno Mendes marcou o seu primeiro golo oficial logo ao minuto 8´e que golo. Grande jogada do lateral de 18 anos, que depois de driblar um adversário, atirou para o fundo da baliza de Samuel. Apenas três minutos volvidos, chegou novo tento dos leões. Cruzamento de Vietto e Nuno Santos finalizou com um cabeceamento a fuzilar o guardião adversário.

Sem gostar do que via campo, Paulo Sérgio não teve problemas em mexer na estrutura da equipa, trocando Lucas Tagliapietra e fazendo entrar Welinton Júnior no fase muito madrugadora do encontro.

As mudanças tiveram o condão de mudar o ânimo da equipa de Portimão que passou a ter mais posse de bola. Ao minuto 29´, os algarvios ameaçaram o golo. Boa jogada de Wellinton a passar por Coates e depois a tentar assistir Boa Morte, mas Nuno Mendes conseguiu limpar a jogada.

O Sporting tentou responder, com uma boa jogada de entendimento de Tiago Tomás e Vietto, com o último a finalizar por cima.

O Portimonense finalizou a primeira parte em bom plano e veio com vontade, no segundo tempo, de mudar o curso dos acontecimentos. O Sporting tinha dificuldades em ter a bola, Rúben Amorim percebia no banco e mexeu. Daniel Bragança entrava para tentar pautar o jogo dos verdes e brancos.

Num jogo de grande exigência física, alguns jogadores ressentiram-se, também devido ao compromisso da última quinta-feira. Feddal, Nuno Mendes e Nuno Santos saíram, entraram Antunes e Gonçalo Inácio (estreia do jovem da Academia).

Contudo, o Portimonense mantinha a bola e tentava reduzir de forma a ter ainda uma palavra a dizer no encontro.

Rúben Amorim também lançou Tabata que se estreou com a camisola do Sporting. O jogador brasileiro teve mesmo a oportunidade de se estrear a marcar, ainda por cima frente à a antiga equipa. Isolado, não conseguiu bater Samuel. Depois, Ádan teve de se aplicar numa série de jogadas para manter em branco a baliza do Sporting.

Ao minuto 94´, o guardião do Sporting voltou a ser decisivo ao defender um remate de Ricardo Vaz Tê , numa série de falhas defensivas.

O Sporting somou a segunda vitória na Liga e recupera alguma moral depois da eliminação na Liga Europa. Já o Portimonense ainda não conseguiu vencer na liga portuguesa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.