As eleições para a direção do Vitória de Setúbal terão apenas a lista A nos boletins de voto, no ato eleitoral marcado para quinta-feira, após a lista B, de António Santos, ter hoje retirado a candidatura.

Em comunicado, a candidatura liderada por António Santos justifica a desistência com a “alteração de posição” do presidente da mesa da Assembleia Geral, Fernando Cardoso Ferreira, de readmitir a lista A no processo eleitoral.

“Nesta situação, o Vitória não incorre no risco de ser dirigido por uma comissão de gestão, e porque não queremos ser, neste momento tão delicado, causa de divisão da massa associativa, informamos que retiramos a candidatura da lista B ao ato eleitoral de amanhã [quinta-feira]”, aponta o documento.

Segundo o mesmo texto, assinado por António Santos, “os adversários do Vitória não podem ser os próprios sócios” e apela à “votação massiva no ato eleitoral” de quinta-feira, no qual Vítor Hugo Valente concorre sozinho.

A lista A foi hoje aceite pela Assembleia Geral do clube, depois de inicialmente rejeitada.

Em comunicado, o presidente da mesa da Assembleia Geral dos sadinos, Fernando Cardoso Ferreira, garante ter tomado esta decisão para salvaguardar o clube, mesmo considerando que a sua decisão inicial, de rejeitar a lista por um “erro grosseiro” cometido na inscrição de um dos elementos, era, “do ponto de visa técnico jurídico, inatacável”.

De acordo com o mesmo documento, “foi a especial ponderação deste interesse, associada à responsabilidade de zelar pela coesão interna do clube” que a AG decidiu aceitar a lista A, encabeçada por Vítor Hugo Valente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.