Litos será a ausência mais notada no Portimonense para o jogo desta noite com o FC Porto. O treinador da equipa algarvia está suspenso pela Comissão Disciplinar da Liga, face à sua expulsão na jornada anterior, e não se poderá sentar no banco de suplentes do Estádio do Dragão.

Em entrevista ao SAPO Desporto, Litos não esconde que este será o pior momento para defrontar o líder da Liga, uma semana depois dos dragões terem goleado o Benfica por 5-0. "É a pior altura para nós porque é uma série de jogos que não conseguimos ganhar. Não é fácil ter Nacional, Benfica, Guimarães... não só por isso mas também pelo momento do FC Porto", assume.

Os 17 golos sofridos em 10 jogos fazem do Portimonense a pior defesa da Liga - a par da Naval -, mas o técnico da formação de Portimão sublinha que a estabilidade defensiva é agora maior. "Tivemos uma fase inicial em que tivemos alguns problemas de bola parada. Agora temos conseguido contrariar essas dificuldades."

Questionado sobre a inequívoca superioridade do FC Porto na Liga, que lidera com larga vantagem, Litos relativiza os efeitos da entrada de André Villas-Boas para o comando dos dragões: "Não sei se o Porto mudou muito com Villas-Boas. Não foge muito do que já era com Jesualdo Ferreira, mas pressiona muito mais à frente, tem o Hulk, mas também Belluschi e a grande aquisição que foi João Moutinho". 

Embora não se possa sentar no banco de suplentes, Litos dá a receita para os algarvios não saírem derrotados do Dragão: "As nossas armas passam por sermos consistentes."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.