O treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, assumiu hoje estar a planear tudo para a próxima época futebolística, desde a planificação da pré-temporada, ao local de estágio e ao arranque dos trabalhos.

“Estou a planear tudo para a próxima época, tenho já a pré-época planificada, o local de estágio escolhido, os adversários dos jogos-treino, o dia do arranque, tudo pronto. É essa a minha obrigação e é isso que vou continuar a fazer”, disse durante a antevisão ao jogo da 30.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, frente ao Boavista, quando questionado sobre o seu futuro.

Revelando ter recebido ao longo da época abordagens para sair do clube de Trás-os-Montes, Luís Castro vincou que até hoje a sua postura foi sempre de falar de factos concretos e não de possibilidades.

“Quando houver esses factos, e se forem de acordo com o interesse do Chaves e para mim, conversarei com a administração, não quero utilizar isso como forma de valorizar, quero factos concretos”, salientou.

O técnico, no comando da equipa desde o inicio desta época, frisou não estar agarrado a lugar nenhum, sendo um homem totalmente livre do que são as tomadas de decisão.

“Não me sinto minimamente pressionado e não digo nada para me agarrar ao lugar. Dizem que a minha maior pressão são os resultados, mas não são, esqueçam, a minha maior pressão é apresentar um jogo de qualidade e dar um bom espetáculo aos sócios e, aí sim, entra a pressão dos resultados”, concluiu Luís Castro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.